Condenada


Imagem

 

Condenada ao Tempo sem Tempo
Ergo-me na corda

Suspensa

Num veredicto que me amarra
Olhe-me nos olhos e estique

Sem dó

A margem de erro
Será sempre nula

Então

Solte-me ao sabor da corda
até que sucumba exausta

É certo que

No infinito balançar
Perderei a cabeça

Para sempre.

SC
Foto net

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s