Suspensa


Suspensa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acabei suspensa

Lendo os seus versos

As suas letras me percorrem

Numa ácida melodia

Que me corrói lentamente

E à fita que me sustenta.

 

 

SC

A arte do nu, fotografia de André Brito

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s